Como consultar o saldo do Nota Fiscal Paulista - NFP

Em outro artigo falamos das vantagens de sempre pedir a inclusão do CPF (Cadastro de Pessoa Física) na nota para participar do programa Nota Fiscal Paulista que devolve parte do imposto pago, na matéria de hoje o blog finanças vai falar sobre a consulta de saldo pela internet, afinal são poucos os consumidores que sabem como consultar, prova disso é que R$ 3,5 bilhões em créditos foram perdidos, devido ao não resgate no prazo de cinco anos (validade). Além da devolução de parte do imposto pago é possível também participar de sorteios mensais, que acontecem todo dia 15 de cada mês e distribuem milhares de prêmios. 

A consulta de saldo só pode ser feita por usuários cadastrados no site NFP (Nota Fiscal Paulista), caso você ainda não possua uma senha, cadastre-se primeiramente, depois siga as instruções dessa matéria.

Período de apuração – Antes de explicarmos como consultar o saldo via internet, é bom salientar que os créditos podem demorar até oito meses para serem liberados, isso porque a liberação dos créditos acumulados no primeiro semestre de cada ano é feita em outubro e o segundo semestre é liberado apenas no ano do exercício seguinte. Mas fique tranquilo, você pode consultar suas notas antes deste prazo, normalmente um cupom fiscal demora até trinta dias para ser lançado no sistema. Este prazo é necessário para que seja calculado o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) que sera destinado ao consumidor, o calculo é feito apenas em cima do valor efetivamente pago na compra, por essa razão, algumas notas não geram créditos.

Procedimento – Já logado em sua área restrita, selecione “CONTA CORRENTE” e logo em seguida “Utilizar Créditos”.

Na tela seguinte o sistema lhe mostrará três opções para resgate, são elas:
  • Crédito em conta corrente, a partir de R$25,00;
  • Crédito em conta poupança, a partir de R$25,00;
  • Abatimento ou quitação no valor do IPVA (opção disponível apenas no mês de Outubro, para o imposto do próximo exercício);


Depois de escolhida a opção basta informar o número da conta bancário no qual deseja receber o valor. É importante que a conta corrente ou poupança esteja no nome do mesmo titular do cadastro NFP, caso contrário o crédito será devolvido. A mesma regra vale para o IPVA, para usar os créditos para abatimento ou quitação o Renavam (Registro Nacional do Veículo) precisa estar vinculado ao CPF do beneficiário dos créditos.


0 comentários:
Postar um comentário