19% dos consumidores ainda compram no Crediário - Carnê

Uma pesquisa feita pelo SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) revelou que 19% dos consumidores possuem, atualmente, pelo menos, uma compra no crediário, cujo pagamento é efetuado através de boleto bancário ou carnê. O estudo foi feito em todas as capitais. A modalidade é utilizada principalmente por consumidores que não possuem Cartão de Crédito.
Vestuário é um dos setores onde o consumidor ainda faz crediário (imagem:pixabay)


Os itens mais comprados através do carnê são os eletrodomésticos (com 44%), eletrônicos (37%), calçados (31%) e roupas (30%). Questionados sobre as principais vantagens, a maior parte cita a possibilidade de dividir o pagamento de suas compras em várias vezes, normalmente mais do que no cartão de crédito (37%), poder parcelar uma compra mesmo sem ter cartão de crédito ou cheque (14%) e ter prazo para realizar o pagamento (13%).

O crediário é usado principalmente pelos consumidores da Classe C, que normalmente não é bancarizada e/ou mora longe dos grandes centros urbanos. É preciso, no entanto, ficar atento aos juros, diferentemente do Cartão de Crédito onde é possível comprar “sem juros” em alguns estabelecimentos, no crediário é praticamente impossível não pagar juros, visto que o financiamento é um risco assumido pela própria loja.

O carnê têm a vantagem de ser mais fácil para adquirir, normalmente a burocracia é muito menor do que a realizada pelos bancos e financeiras. Em algumas lojas é possível fazer a abertura mesmo sem comprovação de renda, as Casas Bahia é uma das lojas que disponibilizam o meio de pagamento até hoje. O Magazine Luiza segue a mesma linha, e disponibiliza o crediário por meio do LuizaCred, embora já ofereça aos seus clientes um Cartão de Crédito próprio, co-Branded, em parceria com o Itaucard do Banco Itaú.

Para abrir um crediário normalmente exige-se RG, CPF, comprovante de residência, de renda (se tiver). É necessário também informar dois telefones fixo de contato para referência pessoal.

Caindo em desuso 
A maioria das lojas já baniu o meio de pagamento através do carnê/crediário. É o caso do Ponto Frio, a rede de lojas já não disponibiliza mais o financiamento próprio, os consumidores, no entanto, têm a possibilidade de adquirir um Cartão de Crédito, que pode ser de uso exclusivo na loja (semelhante ao crediário) ou então pode ser confeccionado nas bandeiras Visa ou MasterCard, sendo aceito em todo o país.

O crediário apesar de menos burocrático do que o Cartão de Crédito acaba se tornando mais complicado para aquisição, isso porque a linha de crédito só é liberada no momento da compra. Em futuras compras é necessário passar novamente pela análise de crédito nas lojas.

0 comentários:
Postar um comentário