O que é um Cheque Administrativo?

O Cheque Administrativo também conhecido como Cheque Visado – é raramente utilizado pelos consumidores, a maioria desconhece inclusive a sua existência. Entretanto para transações de alto valor, tal como a compra de um imóvel ou automóvel, o documento passa a ser cada vez mais exigido pelos vendedores. Nesta matéria você vai entender quais são as vantagens de emitir um Cheque Administrativo e também o procedimento para realizar uma emissão.

Um cheque administrativo nada mais é do que um cheque emitido por uma instituição financeira, ele tem a garantia do recebimento, portanto é muito mais seguro para quem o recebe. O banco atesta que o destinatário tem fundos, e que eles já foram retidos pelo banco para o seu pagamento no momento da emissão. Dessa forma o documento tem muito mais credibilidade do que uma folha comum de cheque, pois há a garantia do recebimento por parte de uma instituição financeira (Banco), que assina o cheque, dando lhe credibilidade.

Diferentemente do cheque convencional, o cheque visado ou administrativo não deve ser preenchido pelo emissor, ele é preenchido pelo banco emissor do cheque administrativo, sendo o destinatário devidamente identificado através do campo “nominal à”. Por essa razão todo cheque emitido nessa modalidade precisa ser nominal, não é possível gerar um cheque administrativo sem essa identificação, até porque o mesmo é emitido normalmente apenas para valores altos.

Para que um cheque administrativo seja emitido é necessário informar os seguintes dados:

  • Nome completo do destinatário;
  • CPF ou CNPJ do destinaria;
  • Banco, agência e conta do destinatário;
  • Valor do pagamento;

Normalmente esse tipo de cheque é emitido apenas para correntistas, até porque o banco reterá o valor na conta para garantir o pagamento no momento da emissão. Entretanto também é possível emiti-lo em um banco mesmo não sendo correntista, porém alguns bancos podem se negar devido ao risco, isso porque o cliente terá que se dirigir à agência com todo o valor em espécie, por esse motivo a orientação é emitir um cheque administrativo apenas no banco no qual seja correntista.

O custo para a emissão de um cheque administrativo varia entre R$10,00 e R$120,00, dependendo do banco emissor e do valor do cheque visado.

Esse tipo de cheque está caindo em desuso devido à popularização das transferências bancárias, DOC (Documento de Ordem de Crédito) e TED (Transferência Eletrônica Disponível), porém você pode optar pelo cheque administrativo devido ao limite de alguns bancos que limitam as transferências eletrônicas em R$ 30 mil.

Não há limite de valor para emissão de um cheque administrativo, basta que o correntista emissor tenha o valor disponível, pois no momento da solicitação ele já é bloqueado pelo banco para garantir o pagamento ao beneficiário/destinatário do cheque.

Em transações à vista o risco de aceitar um cheque convencional é enorme, pois caso o cheque não tenha fundo ele não será pago pelo banco. Então ao comprar um imóvel, automóvel ou qualquer outra coisa de alto valor à vista, informe-se sempre sobre o cheque administrativo, é muito mais segurança para ambas as partes envolvidas no negócio.

0 comentários:
Postar um comentário