Cartão de crédito sem seguro clonado: o que fazer?

No Brasil a clonagem de cartões de crédito diminui consideravelmente depois que as administradoras investiram em mais tecnologia, tal como a emissão de cartões com chip e senha. Mesmo assim ainda há muita gente que tem o cartão de crédito fraudado, principalmente em compras pela internet. O objetivo dessa matéria é orientá-lo sobre o procedimento para que não fique no prejuízo. Mesmo que não tenha seguro contra perda e roubo o cliente não poderia ser responsabilizado por uma transação que não realizou. 


O seguro contra perda e roubo é uma proteção OPCIONAL, ou seja, nenhum cliente é obrigado a contratá-lo. O que acontece é que muitos acabam contratando achando que ele é obrigatório.

Responsabilidade pela segurança é do banco administrador 

Já que o seguro é opcional no cartão de crédito. Em caso transação fraudulenta, ele não poderá ser responsabilizado, visto que a segurança no processo de pagamento é competente ao administrador

Veja bem, o cartão de crédito é de uso exclusivo do titular impresso no cartão, sendo assim a administradora terá que comprovar como outra pessoa conseguiu realizar uma transação sem que a identidade fosse conformada pelo estabelecimento. 

Depois que a tecnologia do chip e da senha foi implantada no Brasil, muitas lugares pararam de pedir um documento de identificação oficial para comprovar a identidade, contudo, o contrato entre as administradoras e os terminais prevê que os estabelecimentos devem identificar o comprador, pois o uso do cartão de crédito é impessoal e intransferível.

Além disso em compras online qualquer pessoa consegue realizar uma compra fraudulenta caso tenha anotado ou fotografado o seu cartão, isso porque a maioria dos sites solicita apenas os dados impressos (número do cartão, data de validade e código de segurança).

Claro que o consumidor também deve tomar cuidado com o cartão de crédito, ele não pode anotar a senha em nada próximo ao cartão, não pode emprestá-lo a terceiros e deve comunicar a administradora sempre que perder ou notar alguma transação suspeita (compra não reconhecida).

Após registrar a queixa de que não reconhece uma ou mais compras em seu cartão de crédito, a administradora acionará o setor de segurança, ele fará uma minuciosa investigação junto ao estabelecimento. Se constatado que você não realizou a compra, a despesa indevida (não reconhecida) será tirada de sua fatura – mesmo que você não tenha contratado o seguro opcional contra perda e roubo!

Um comentário:

  1. Gostaria de saber se temos a obrigação de pagar a fatura das despesas não reconhecidas.

    ResponderExcluir