Vale a pena comprar título de capitalização?

O seu banco certamente já deve ter lhe oferecido um Título de Capitalização, algumas vezes até como opção de “investimento”, todavia, quem adquiri este tipo de produto está levando para casa um péssimo negócio, pois, o rendimento é baixíssimo, menor até do que a já defasada caderneta de poupança, ao aplicar em Título de Capitalização você perderá poder de compra em virtude da inflação. Neste artigo indicamos o porquê não vale a pena contratar esse tipo de produto.


Rendimento baixo


O Título de Capitalização não pode e não deve ser considerado uma opção de investimento, pois o rendimento é tão baixo que chega a perder para a inflação. Esse tipo de produto costuma render menos do que a caderneta de poupança pois o banco cobra uma salgada taxa de administração (daí que sai o lucro do banco), essa taxa é usada também para distribuir prêmios mensais através da loteria.



A única situação em que o T.C se torna vantajoso é caso o cliente seja contemplado em um sorteio, mas, já adianto, a probabilidade disso acontecer é praticamente a mesma de ganhar na loteria, aliás, os sorteios são realizados pela Loteria.



Muitos provavelmente vão dizer: “Ah, mas ao final do período de vigência do título de capitalização eu recebo todo o dinheiro que paguei acrescido dos juros”. Essa é uma meia verdade, realmente, ao final da vigência o banco devolve todo o valor que você pagou acrescido de juros, quase que nulo, pois é menor do que o da poupança. Mas vamos aos fatos, digamos que você tenha comprado um título de R$ 1 mil, hoje o seu poder de compra é um, amanhã será outro, menor. Isso porque o preço dos produtos e do custo de vida só aumenta por causa da inflação, então você não conseguirá comprar a mesma coisa daqui 4 anos. Para ficar mais fácil de entender pense comigo, há dez anos atrás com R$50,00 você enchia quantas sacolinhas no mercado? Com esse mesmo valor quantas sacolinhas você consegue encher comprando os mesmos produtos? Viu só! O seu poder de compra nunca será o mesmo.


Para ser considerado um investimento o produto financeiro deve, pelo menos, proteger o seu patrimônio da inflação, o que, definitivamente, não acontece com o Título de Capitalização.

No resgate antecipado o prejuízo é certo!



O que pouca gente sabe é que se o cliente optar por resgatar o valor antecipadamente, ou seja, antes do seu vencimento (que pode ser de 3 a 5 anos), ele perderá dinheiro, isso porque no resgate antecipado o banco não paga 100% do valor. Para se ter uma ideia, no resgate no primeiro ano o banco pode ficar com até 60% do valor do título caso o cliente peça o resgate antecipadamente.


Então esse tipo de produto é péssimo! Além de ter um rendimento irrisório, você ainda fica com o montante “preso” pelo banco até o final da vigência, que pode chegar a até 60 meses. 


0 comentários:
Postar um comentário