Como bloquear Cartão de Poupança da Caixa

O cartão de débito da poupança da Caixa Econômica Federal é muito importante para o correntista, pois é através dele que o cliente consegue efetuar saques nos caixas eletrônicos, movimentações bancárias e também compras em estabelecimentos através do débito (Visa Eletron, MasterCard Maestro ou ELO). Em caso de perda, roubo, furto ou extravio de cartão é importante realizar o bloqueio o mais rápido possível para evitar a utilização indevida.


O cliente titular da conta poupança deverá entrar em contato com o SAC (Serviço de Apoio ao Cliente) da Caixa, cujo telefone é o 0800 726 0101 e está disponível, todos os dias, 24 horas. Após selecionar a opção “bloqueio de cartão” o correntista será transferido para um atendente, daí é só informar que deseja o bloqueio do cartão da poupança e confirmar algumas informações, por medida de segurança.

Após bloquear, aproveite e peça o envio de uma segunda via do cartão de débito. Há duas opções para recebimento, o cliente pode optar por receber por Correios, no endereço de correspondência contido no cadastro ou então escolher uma agência da CEF mais próxima para efetuar a retirada.

O prazo de emissão e envio de um cartão de débito pode variar de acordo com a bandeira e o perfil do cliente, mas, normalmente, é de 15 a 30 dias corridos.

Como fazer saque sem o cartão – Enquanto o seu cartão não chega, os saques só poderão ser efetuados em uma agência da Caixa, no guichê de atendimento. Infelizmente a CEF ainda não possui o sistema de biometria, portanto, não é possível efetuar saques no caixa eletrônico sem o cartão de débito.

A instituição também não emite cartões provisórios para movimentação, portanto, será necessário aguardar o recebimento do novo cartão.

Se, eventualmente, seu cartão tiver sido utilizado indevidamente é importante que o cliente conteste todas as compras e transações fraudulentas, para isso é fundamental a obtenção de um extrato detalhado pela internet ou em uma agência da CEF.

Por questões de segurança nunca se deve anotar a senha do cartão de débito, pois ela é de uso pessoal e intransferível. Com a senha memorizada o risco do cartão ser utilizado indevidamente em caso de perda ou roubo é praticamente nulo, isso porque é necessária a digitação da senha para a autenticação de compra.

0 comentários:
Postar um comentário