Como fazer empréstimo com Nome Sujo

O consumidor que está com o nome incluído no SCPC ou Serasa pode, em alguns casos, conseguir um empréstimo (sem ser por agiota), neste artigo explicamos três formas de realizar um empréstimo pessoal ou consignado mesmo estando negativado. Estar com restrições no CPF pode dificultar a concessão de um empréstimo, mas, ainda há formas alternativas para obter o dinheiro que necessita. A maioria dos devedores busca um empréstimo para quitar dívidas.

Normalmente, a taxa de juros para aqueles que estão com o nome negativado é maior devido ao risco que o cliente apresenta.

Empréstimo consignado com nome sujo

Se você é aposentado, pensionista ou servidor público a probabilidade de se conseguir um empréstimo com o nome sujo é bastante alta. A maioria das financeiras realiza o crédito consignado mesmo com restrições nos órgãos de proteção ao crédito, isso porque o pagamento com desconto em folha praticamente não apresenta nenhum risco para a instituição, pois o valor do empréstimo é debitado no valor da folha de pagamento do cliente, não havendo possibilidade de inadimplência ou atraso de pagamento.

Qualquer financeira que realize crédito consignado, provavelmente, realizará um empréstimo caso você seja aposentado, pensionista ou servidor público.

Outra vantagem do consignado é que o valor da taxa de juros costuma ser menor, sendo considerado ainda uma das menores taxas de juros do mercado.

Empréstimo para negativa do Crefisa

A Crefisa é uma instituição financeira especializada na concessão de empréstimo pessoal para consumidores que estão com o nome incluído no SCPC ou Serasa. A empresa difere das demais por não fazer crédito consignado (aquele com desconto em folha), contudo, a taxa de juros costuma ser parecida com a do empréstimo pessoal.

Para conseguir um empréstimo com nome sujo na Crefisa o interessado passa por uma análise de risco simplificada (sem consulta ao SPC ou Serasa), porém, é necessário que ele seja aposentado, pensionista ou servidor público. A empresa não diz isso em seus comerciais, ela diz apenas que precisa receber por “cartão magnético”.

Para fazer um empréstimo pela Crefisa entre em contato com o 4004-4001 (grandes centros) ou 0800 722 4444 (demais localidades). Se preferir acesse o site www.crefisa.com.br e localiza uma loja mais próxima de sua residência.

Uma vantagem da Crefisa em relação ao crédito consignado é o limite de comprometimento da renda. Como não se trata de um consignado, não há o limite de empréstimo de até 30% da renda, em virtude disso, muitos clientes acabam conseguindo um empréstimo de valor maior.

Embora não seja um crédito consignado, o valor do empréstimo é debitado automaticamente da sua conta bancária na data de vencimento (é débito automático, não se trata de desconto e folha). O risco para a instituição neste tipo de empréstimo é praticamente o mesmo do crédito pessoal convencional, por isso a taxa de juros costuma ser superior ao dos empréstimos com desconto em folha de pagamento.

Empréstimo no banco de relacionamento

Caso você esteja com o nome sujo, verifique no banco no qual tem conta se há alguma linha de crédito pré-aprovada em seu CPF. Mesmo com o nome sujo alguns clientes conseguem manter os limites de empréstimos, financiamentos, cheque especial e cartão de crédito devido ao bom relacionamento.

O Bradesco e o Itaú, por exemplo, permitem que o cliente transfira o limite do cartão de crédito para o cheque especial, empréstimo pessoal, etc (e vice-versa). Com isso, caso você tenha um cartão de crédito dessas instituições é possível usar o limite para tirar um empréstimo, para isso se informe sobre a transferência de limites entre produtos do banco.


Um comentário:

  1. Excelente, esclarece muitas dúvidas dos clientes. Só teria que acrescentar que o cliente sempre tem que cuidar a margem que ele ainda possui para o crédito consignado, pois as vezes ele se perde e acaba comprometendo a margem totalmente, inviabilizando outros empréstimos consignados, neste caso, perdendo o benefício dos juros menores. A segunda opção realmente o agente financeiro corre todo risco, mas também há outro problema o de criar uma situação de calote pelo alto comprometimento da renda. A terceira opção é como digamos um limite de crédito, mas que pode dar um fôlego nas contas do mês. Todas com suas particularidades, se usadas com sabedoria podem facilitar muito a vida daqueles que precisam adquirir um bem ou equilibrar as contas.

    ResponderExcluir