Abertura de conta: venda casada de produtos e serviços

A venda casada na abertura de uma conta corrente é muito comum. Saiba o que fazer caso seja contratado sem a sua autorização cartão de crédito, seguros, previdência, etc.

A abertura de uma conta corrente é onde muitos bancos encontram a oportunidade de vender produtos e serviços financeiros. É preciso ficar atento pois a abertura de uma simples conta bancária pode sair caro, são muitas as reclamações de clientes que vão até uma agência para abrir apenas uma conta, porém acabam saindo com Cartão de Crédito, cheque especial, seguros, títulos de capitalização, previdência privada, fundos de investimentos, etc. O Código de Defesa do Consumidor (CDC) é bem claro quanto a isso, ele proíbe a venda casada, nenhuma empresa poderá vender um produto como requisito para que outro seja adquirido.

Lembro-me quando meu pai foi abrir uma conta corrente, passado um mês, começou a receber cartões de crédito, cheque, títulos de capitalização, apólices de seguro, etc. O gerente da conta aproveitou que ele não fez a leitura e inclui na abertura, diversos serviços opcionais. Para cancelar foi um pouco complicado, pois ele havia assinado sem ler, então de certa forma o gerente conseguiu o consentimento dele nos papéis, mesmo que intencionalmente. Por isso é importante ler todos os papéis que assina em um banco, lembre-se que o único interesse das instituições financeiras é o seu dinheiro (lucro).

Dicas


  • Não tenha vergonha de ler o contrato de abertura, não assine nada sem antes ler. É direito do consumidor ler tudo aquilo que assina, só assim é possível tomar ciência de tudo aquilo que está sendo adquirido. O cliente que assina tudo sem ler corre o risco de assinar a contratação de um produto ou serviço que não foi solicitado.
  • Diga que quer apenas a abertura da conta – Durante é abertura é importante que o consumidor deixe claro para o gerente que ele quer apenas a abertura da conta-corrente. Diga que não tem interesse em adquirir cartão de crédito, seguro, previdência privada, título de capitalização, etc.
  • Não aceite cartão de crédito com anuidade gratuita por “X” meses. A maioria dos bancos utiliza uma tática para estimular o cliente a aceitar cartão de crédito no ato da abertura, eles alegam que a anuidade vai ser grátis, entretanto a isenção da anuidade é normalmente temporária.
  • Faça questão de escolher uma Cesta de Serviços – No ato da abertura é importante que o cliente tenha o poder de escolher qual cesta de serviço atende as suas necessidades. Do contrário o atendente poderá incluir em sua conta aquela que for mais cara.

Produtos que os bancos mais incluem na abertura de Conta:

  • Cartão de Crédito;
  • Cheque Especial;
  • Título de Capitalização;
  • Seguros;
  • Previdência Privada;
  • Fundos de investimento (aplicam sem autorização, parte do depósito inicial do cliente em um fundo do banco);

Caso seja vítima de uma venda casada ao abrir uma conta em um banco, recomendamos que procure o PROCON da sua cidade e formalize uma reclamação, normalmente o próprio órgão encaminha esse tipo de reclamação para o Juizado Especial Civil ou Defensoria Pública para que seja aberto um processo por danos morais, visto que o ato é ilegal.

0 comentários:
Postar um comentário