Serasa libera consulta ao CPF pela internet e por aplicativo

A Serasa liberou na última sexta-feira (08/07) um serviço que vai permitir que o consumidor consulte o CPF (Cadastro de Pessoa Física) para, dessa forma, descobrir se tem algum débito ou restrição junto ao serviço de proteção ao crédito. O serviço é gratuito e vai informar se o consumidor está ou não com o “nome sujo. Caso tenha algum débito ou restrição com uma empresa participante do serviço, o site e o app indica o procedimento para negociação de dívida.
Por enquanto há apenas uma versão para Android, mas em breve deve ser lançado um app para iPhone (divulgação)

Para evitar que o serviço seja utilizado indevidamente, ou seja, que pessoas ou empresas consultem o CPF de terceiros, foi criado um cadastro completo. O usuário só consegue ter acesso as informações caso preencha um cadastro completo, quanto mais perguntas erradas, mais questões o sistema solicita. Caso haja muita divergência cadastral, a consulta não é liberada por questões de segurança.

O APP SerasaConsumidor por enquanto está disponível apenas para Android, mas, em breve, uma versão para IOS deve ser liberada na Apple Store.


CONSULTA CPF

A consulta está disponível, gratuitamente, pelo site www.serasaconsumidor.com.br, basta que o interessado informe os onze números do CPF (Cadastro de Pessoa Física) e, posteriormente, preencha um cadastro detalhado.

Outra opção é baixar o aplicativo SerasaConsumidor que, por enquanto, está disponível apenas para Android, mas em breve deve ser lançada uma versão para iPhone (IOS).

O aplicativo permite a consulta de CPF, monitoramento de consulta (serviço sob assinatura), negociação de dívidas (caso tenha débitos), ajuda o consumidor a se inscrever no Cadastro Positivo e alerta caso haja alguma tentativa de fraude usando o CPF do cadastro.

A Serasa Experian não é a primeira empresa de proteção ao crédito a liberar a consulta gratuita pela internet. Já há algum tempo a BoaVista Consumidor Positivo libera a consulta e o acompanhamento de CPF online, sem custo para o consumidor.

O serviço “Me Proteja” permite que o cidadão acompanhe se o nome está limpo; se alguma empresa consultou seu CPF; se existem empresas registradas em seu nome; se fizeram alguma dívida usando seu documento; se o cidadão corre o risco de ser negativo; e dicas para que o consumidor se proteja contra fraudes. O serviço é opcional e pode ser adquirido a partir de R$4,90 por mês.


0 comentários:
Postar um comentário